FPSO chega ao país para produção em Tubarão Martelo, diz OGX

A unidade da frota da OSX será responsável pela produção no campo de Tubarão Martelo, da OGX, nos blocos BM-C-39 e BM-C-40

São Paulo – A unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo, FPSO OSX-3, chegou ao Rio de Janeiro na manhã do último sábado, 24, informou a OGX (OGXP3), petroleira do grupo EBX, de Eike Batista.

A unidade, da frota da OSX, empresa de construção naval também do grupo EBX, será responsável pela produção no campo de Tubarão Martelo, da OGX, nos blocos BM-C-39 e BM-C-40, na Bacia de Campos, prevista para o final de 2013. A FPSO OSX-3 saiu de Cingapura no dia 15 de julho.

Segundo a OGX, o Ibama concedeu, no último dia 8 de agosto a licença de instalação relativa à atividade de desenvolvimento e escoamento de Petróleo nos blocos BM-C 39 e BM-C 40, incluindo os campos de Tubarão Martelo e Rêmora.

Neste mês, a OGX também recebeu a licença prévia, que atesta viabilidade ambiental do projeto apresentado para os blocos.

“Neste momento está sendo executada a instalação prévia do sistema de ancoragem na locação por embarcações de apoio especializadas. Uma vez cumpridos os procedimentos de admissão da embarcação pelas autoridades brasileiras, o próximo passo será a conexão do FPSO com seu sistema de ancoragem”, informou a empresa.

Recentemente a OGX celebrou contrato com a Petronas para a venda de participação de 40% nas concessões dos blocos BM-C-39 e BM-C-40. A transação está sujeita à aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).