Ford suspende produção na Venezuela para ajuste de demanda

O presidente da Ford para a América do Sul, Lyle Watters, garantiu que os 2 mil funcionários da fábrica não serão demitidos

São Paulo – O presidente da Ford para a América do Sul, Lyle Watters, informou nesta terça-feira, 20, que a produção da montadora na Venezuela foi interrompida em dezembro e ficará suspensa até abril do ano que vem, para que a empresa possa fazer ajustes em relação à demanda.

“A crise na Venezuela é terrível”, disse o executivo, durante evento da Ford em São Paulo. Ele garantiu, no entanto, que os 2 mil funcionários da fábrica não serão demitidos e continuarão recebendo seus salários.