Fiat inicia produção do motor 1.0 de três cilindros para Uno

Informação foi apurada pelo site Automotive Business através do fornecedor de correntes de sincronismo para o novo motor

A Fiat deu início à produção do seu aguardado motor 1.0 de três cilindros no Brasil. O novo motor substituirá o atual 1.0 Evo primeiro no Uno (que deve receber novidades visuais e de conteúdo até o final do ano) e posteriormente no Mobi (provavelmente só em 2017).

A informação foi apurada pelo Automotive Business. Segundo o site, a BorgWarner já começou a fornecer correntes de sincronismo de motor para a Fiat utilizar no propulsor, a uma razão de 300 a 400 mil correntes por ano.

Esta será uma das características do chamado 1.0 GSE, substituíndo as tradicionais correias dentadas de borracha. As vantagens seriam um menor nível de ruído e menor necessidade de manutenção.

O novo motor a princípio seria lançado junto com o Mobi, mas a demora de alguns fornecedores teria atrasado o projeto. No caso do Mobi, as vendas abaixo do esperado são em parte justificadas pelo falta de novidades na parte mecânica, com o uso de um motor 1.0 8V de quatro cilindros já conhecido. Enquanto isso, rivais como o VW Up! e o Ford Ka já apostam em motores tricilíndricos mais eficientes.

Além do comando de válvulas acionado por corrente, o novo motor 1.0 GSE deverá ter bloco e cabeçote de alumínio. As válvulas, porém, serão apenas duas por cilindro, totalizando seis. A potência deve ficar na casa dos 80 cv, com torque máximo por volta de 10 mkgf.