Fernando de Arruda Botelho, da Camargo Corrêa, morre em acidente de avião

Empresário era um dos mais conhecidos do país. Ainda não se sabe o que causou o acidente

São Paulo – Acionista da Camargo Corrêa e um dos empresários mais conhecidos do país, Fernando de Arruda Botelho morreu nesta sexta-feira, dia 13, em um acidente de avião na zona rural de Itirapina (SP), região de São Carlos, interior paulista. As circunstâncias ainda não foram divulgadas.

O executivo era casado com Rosana Botelho, uma das três filhas de Sebastião Camargo, fundador do grupo Camargo Corrêa. Foi vice-presidente do grupo e junto com os outros dois genros de Sebastião, Luiz Roberto Ortiz Nascimento e Carlos Pires Oliveira Dias, comandava as atividades do grupo. Atualmente, Botelho não tinha cargo administrativo na empresa.

Apaixonado por aviação, ele também fundou o Instituto Arruda Botelho, em Itirapina (SP), que em parceria com Sesi, Senai e USP construiu réplicas do Demoiselle, segundo avião criado por Santos Dumont –depois do 14 BIS.

Junto com ele na aeronave particular estava Sérgio Luiz Robattino, piloto da Morro Vermelho Taxi Aéreo, também morto no acidente. Por meio de comunicado, a Camargo Corrêa diz que ajudará as autoridades no processo de investigação sobre as causas do acidente, bem como assistir as famílias dos ocupantes da aeronave.