Farmacêutica Bristol-Myers Squibb compra Inhibitex por US$ 2,5 bi

Farmacêutica americana vai pagar US$ 26 por ação da Inhibitex, que é especializada em remédios contra a hepatite C

Nova York.- A farmacêutica americana Bristol-Myers Squibb anunciou nesta segunda-feira que fechou acordo de compra da Inhibitex por US$ 2,5 bilhões, uma biofarmacêutica especializada na fabricação de remédios contra a hepatite C.

Os conselhos de administração das companhias acordaram que a empresa com sede em Nova York adquira todas as ações da Inhibitex por US$ 26 cada, mais do que o dobro do preço do fechamento da companhia na sexta-feira, quando estava cotada a US$ 9,87 no mercado Nasdaq, detalharam as farmacêuticas em comunicado.

A direção da Inhibitex recomendou os acionistas a aceitarem a oferta e já chegou a um acordo com os proprietários de ao redor de 17% das ações comuns da empresa para que apóiem a transação.

‘A aquisição da Inhibitex dá continuidade com o conceito histórico de Bristol-Myers Squibb de descobrir, desenvolver e fornecer novos remédios em virologia e enriquece nosso foco de pesquisa de remédios para hepatite C’, disse seu executivo-chefe, Lamberto Andreotti.

O principal responsável pela Bristol-Myers Squibb acrescentou que hoje em dia ‘existe uma grande necessidade médica de hepatite C’.

Inhibitex, com sede em Alpharetta (Geórgia), é uma biofarmacêutica centrada no desenvolvimento de análogos de nucleótideos para combater o vírus da hepatite C e cujo principal ativo é o INX-189.

‘Esta transação põe o INX-189 e os outros remédios contra doenças infecciosas nas mãos de uma organização que pode desenvolvê-los de maneira excelente e que acredita tanto quanto nós no potencial do INX-189 para o tratamento do vírus da hepatite C’, disse por sua vez o executivo-chefe de Inhibitex, Russell Plumb.

Uma hora após o início do pregão na Bolsa de Nova York (NYSE), as ações da Bristol-Myers Squibb perdiam 0,64% e as da Inhibitex disparavam 142,05% no mercado Nasdaq.