Ex-presidente da Telefônica Vivo vai para a francesa Vivendi

Em comunicado, a Vivendi anunciou que ele será o Chief Convergence Officer, ou chefe de convergência

São Paulo – Depois de sair da presidência da Telefônica Vivo, Amos Genish irá ocupar um cargo na francesa Vivendi.

Em comunicado, a Vivendi anunciou que ele será o Chief Convergence Officer, ou chefe de convergência. “Nesse papel, ele irá supervisionar a estratégia de convergência do grupo entre conteúdo, plataformas e distribuição”, disse a companhia.

Genish se tornou presidente da Telefônica Vivo em maio de 2015, quando a GVT, da qual era um dos fundadores, se juntou à empresa de telefonia.

Ele deixou o cargo em outubro do ano passado e foi substituído por Eduardo Navarro, que era até então diretor comercial da divisão digital da Telefônica SA.

Ontem, 4, Genish também deixou o conselho de administração da brasileira. José María Del Rey Osorio foi eleito para ocupar o cargo vago.

A Vivendi é hoje uma das maiores empresas de mídia do mundo. Ela atua na cadeia de criação, produção e distribuição de conteúdo.

É uma das maiores acionistas da Telecom Itália, que por sua vez controla a Tim. Para evitar conflitos de interesse, Genish deverá ficar um ano sem participar de decisões da Tim depois de ter deixado a sua concorrente.