Ex-funcionário do Deutsche Bank manipulou mercados, diz BC russo

Ele teria manipulado os mercados ao conduzir o equivalente a 300 bilhões de rublos em operações entre 2013 e 2015

Moscou – O Banco Central da Rússia afirmou nesta segunda-feira que Yury Khilov, um ex-funcionário do Deutsche Bank AG, manipulou os mercados ao conduzir o equivalente a 300 bilhões de rublos em operações com a ajuda de parentes entre 2013 e 2015.

As negociações geraram o equivalente a 255 milhões de rublos de lucro para Khilov e três pessoas de sua família, de acordo com um porta-voz do BC russo, afirmou a agência de notícias Interfax.

Em comunicado, a autoridade monetária afirma ter descoberto evidências da manipulação durante uma investigação conjunta com a autoridade reguladora alemã. O Deutsche Bank informou que Khilov não trabalha mais na companhia.

As alegações não têm relação com a investigação, pelo BC russo, das atividades do Deutsche Bank conhecidas como “operações espelho” pelas autoridades da União Europeia e dos Estados Unidos.

Enquanto esteve no DB, Khilov supervisionava as operações no mercado de ações da Rússia. Em seu perfil no LinkedIn, ele afirma ter deixado a instituição em julho de 2015.

Fonte: Dow Jones Newswires.