Espanhola Isolux transferirá sede de infraestrutura para o Brasil

O presidente de Isolux Infrastructure, João Nogueira Batista, assinalou aos jornalistas na capital brasileira que Dilma se mostrou "surpreendida" pelo anúncio

Brasília – O grupo espanhol Isolux Corsán anunciou nesta sexta-feira sua intenção de transferir a sede de seu departamento de infraestrutura para o Brasil, em reunião entre o presidente de seu Conselho de Administração, Luis Delso Heras, e outros diretores do grupo com a presidente Dilma Rousseff.

O presidente de Isolux Infrastructure, João Nogueira Batista, assinalou aos jornalistas na capital brasileira que Dilma se mostrou “surpreendida” pelo anúncio e que agradeceu a “coragem” do grupo espanhol para investir no país.

Segundo Nogueira Batista, Isolux pretende investir no Brasil até 2014 cerca de R$ 5 bilhões, principalmente para instalar a sede de sua área de infraestrutura, que atua na concessão de estradas, projetos de energia solar e linhas de transmissão elétrica.

Os investimentos no Brasil representam a metade da quantia prevista para o resto de países no mesmo período. Índia, México, Estados Unidos e a própria Espanha foram os outros países analisados pela companhia para estabelecer sua sede principal na área de infraestrutura.

A sede administrativa funcionará em São Paulo e de acordo com o executivo existe a possibilidade que abra seu capital na Bolsa de Valores.

A empresa atua no Brasil com a concessão de 680 quilômetros da estrada BR-324, que liga Salvador ao estado de Minas Gerais e pretende participar da licitação para administrar a BR-101, também na Bahia.