Ericsson pode demitir 25 mil para reduzir custos, diz jornal

Empresa informou em julho que iria acelerar medidas para cumprir a meta de dobrar margem de lucro operacional de 2016

Estocolmo – A fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações Ericsson pode cortar cerca de 25 mil empregos fora da Suécia como parte de um programa de economia de custos, segundo o jornal sueco Svenska Dagbladet nesta quinta-feira, citando fontes na companhia.

A Ericsson informou em julho que iria acelerar medidas para cumprir a meta de dobrar margem de lucro operacional de 2016 de 6 por cento e que tinha como objetivo obter redução de custos anual de 10 bilhões de coroas suecas (1,2 bilhão de dólares) até meados de 2018.

A empresa enfrenta competição crescente da chinesa Huawei e da finlandesa Nokia, bem com mercados emergentes com baixa demanda e queda nos investimentos das operadoras de telecomunicações.

A Ericsson tem cerca de 109 mil funcionários.

Em comunicado, a companhia afirmou que “não informou quais unidades específicas ou países serão afetados. É muito cedo para falar sobre medidas específicas ou sobre qualquer país”.