Empresas do grupo Oi têm prejuízo de R$ 457 mi em agosto

"Devido à magnitude dos empréstimos, o impacto final é relevante para a melhoria do resultado mensal de agosto", diz a companhia

São Paulo – As sete empresas do Grupo Oi que estão em processo de recuperação judicial acumularam prejuízo de R$ 457,243 milhões em agosto de 2016, 31,4% menor que a perda de R$ 666,688 milhões apurada em julho.

Houve também uma melhora no resultado operacional, que em julho foi negativo em R$ 1,069 bilhão, e em agosto passou para uma despesa de R$ 873,258 milhões.

A receita líquida de venda de bens e/ou serviços ficou em R$ 1,9 bilhão, praticamente estável em relação ao R$ 1,902 bilhão registrado em julho.

O custo dos serviços prestados caiu de R$ 1,222 bilhão para R$ 1,177 bilhão. O prejuízo antes do resultado financeiro ficou em R$ 150,978 milhões, ante R$ 390,324 milhões no mês anterior.

O resultado financeiro passou de negativo em R$ 521,966 milhões em julho para negativo em R$ 283,185 milhões em agosto. Segundo a Oi, essa melhora ocorreu principalmente por conta da apropriação de juros e variação cambial no período.

“Devido à magnitude dos empréstimos, mesmo com o cenário cambial não apresentando mudanças significativas no mês, o impacto final é relevante para a melhoria do resultado mensal de agosto”, diz a companhia no relatório.