Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Eletrobras quer vender SPEs no 3º trimestre

A estatal quer diminuir sua dívida em R$ 5 bi neste ano com a venda das sociedades de propósito específico, empresas de vários sócios que detêm ativos

São Paulo – A estatal de energia quer vender sociedades de propósito específico, conhecidas como SPEs, no terceiro trimestre e realizar o leilão de seis distribuidoras no quarto trimestre, segundo afirmou Wilson Ferreira Jr, CEO da Eletrobras, em entrevista em Buenos Aires.

“A prioridade neste ano é vender as SPEs para abater dívidas e concluir os projetos de grande porte em construção”, disse Ferreira Jr.

A empresa apurou as dívidas que as subsidiárias de geração e transmissão de energia — Furnas, Chesf, Eletronorte e Eletrosul — têm com a holding.

Essas dívidas serão pagas por meio da transferência para a holding de sociedades de propósito específico, empresas de vários sócios que detêm ativos de energia — em muitas delas, a Eletrobras tem participação minoritária.

A Eletrobras agora faz o “valuation” das 178 SPEs para estabelecer seus valores de transferência.

A intenção é transferir no segundo trimestre essas sociedades para dois veículos que agruparão ativos de energia eólica e de transmissão. O número de SPEs a serem transferidas ainda está sendo avaliado. No terceiro trimestre, elas serão vendidas.

A Eletrobras busca vender ativos como parte de um esforço para diminuir dívidas e se reestruturar financeiramente.

A estatal quer diminuir sua dívida em R$ 5 bilhões neste ano com a venda das SPEs. A alavancagem da empresa depois da venda de ativos e ganhos de eficiência deve passar de nove vezes o Ebitda para quatro vezes o Ebitda, no cálculo pró-forma.

“Conseguimos trazer a companhia para um razoável nível financeiro, mas ainda precisamos vender ativos”, disse Ferreira.

O leilão das distribuidoras deve acontecer no quarto trimestre deste ano, segundo o plano de Ferreira Jr. A retomada da Eletrobras como investidora em leilões só deve ocorrer a partir do ano que vem. “Em princípio, não participaremos de leilões neste ano”, afirmou.

As ações da Eletrobras passaram a sexta-feira em queda, tendo a PNB chegado a -3,6% na mínima do dia, de R$ 23,20. No ano, papéis acumulam queda de 8,5% contra ganho de 7,6% do Ibovespa.