Duratex apresenta queda de 98,1% no lucro líquido

Valor da fabricante no segundo trimestre de 2016 foi de R$ 723 mil

São Paulo – A Duratex, fabricante de painéis de madeira, louças e metais sanitários, apresentou lucro líquido de R$ 723 mil no segundo trimestre de 2016.

O montante é 98,1% menor do que o registrado no segundo trimestre de 2015, quando o lucro atingiu R$ 38,4 milhões. Por outro lado, representa reversão frente ao prejuízo líquido de R$ 29,5 milhões no primeiro trimestre de 2016.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) no segundo trimestre somou R$ 210,4 milhões, queda de 13,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já na comparação com o primeiro período deste ano, houve alta de 43,6%. A margem Ebitda alcançou 20,8%.

O Ebitda recorrente – ajustado por eventos não caixa advindos da variação do valor justo dos ativos biológicos e combinação de negócios, além de eventos extraordinários – alcançou R$ 171,6 milhões, diminuição de 18,3% na comparação anual e alta de 61,5% em bases trimestrais. A margem do Ebitda recorrente foi a 17,0%.

A receita líquida consolidada totalizou R$ 1,012 bilhão, crescimento de 4,9% na comparação anual e expansão de 12,3% em bases trimestrais.

“A melhora de cenário refletiu nos segmentos de atuação da Duratex, resultando em um aumento marginal de volume em relação ao primeiro trimestre de 2016 e aumento das margens operacionais como consequência de ajustes na base de preços e ações voltadas à contenção de custos”, descreveu a direção da companhia em sua apresentação de resultados.

“Todavia, esse resultado está abaixo do apurado no primeiro semestre do ano passado, por conta do nível de demanda que não permitiu uma diluição mais efetiva de custo fixo”, complementou.