Startup cria solução para monitorar as atividades do Poder Legislativo

Startup cria solução para monitorar as atividades do Poder Legislativo

O SigaLei é uma ótima solução para quem precisa estar por dentro do Congresso Nacional e Assembleias Estaduais

Pensando em agilizar e melhorar o trabalho de quem precisa estar constantemente atualizado com o que acontece no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas Estaduais, a startup Openlex, localizada em São Carlos (SP) desenvolveu a ferramenta “SigaLei”. A solução disponibiliza todos os dados produzidos pelo Poder Legislativo (Congresso Nacional e Assembleias Estaduais).

A ferramenta pode ser utilizada por diversos profissionais e organizações que necessitam estar por dentro deste tipo de informação. “O “SigaLei” é uma solução web para empresas, sindicatos, associações , ONG”s e outras organizações que são afetadas diariamente pelas propostas e decisões do Poder Legislativo, seja ele Federal e/ou Estadual”, explica Danilo Oliveira, um dos fundadores da empresa.

No “SigaLei” estão disponíveis dados de projetos de lei, requerimentos e outros documentos do Congresso Nacional e das Assembleias Legislativas. Além de disponibilizar informações sobre parlamentares, seus discursos e comissões. “Com esses dados organizados, estruturados e classificados automaticamente, as organizações podem identificar mais facilmente propostas e decisões que podem afetá-las. Desta maneira, é possível criar estratégias para reduzir seu risco legal ou mesmo criar vantagem competitiva”, comenta Oliveira.

De acordo com Oliveira, atualmente o trabalho de monitoramento é caro e desenvolvido de forma manual diretamente nos sites das diversas casas legislativas, tomando muito tempo das pessoas que trabalham diretamente com elas. Com esses em único local, o acesso torna-se mais simples e rápido, assim economizando tempo e possibilitando que os profissionais tenham mais liberdade para criarem estratégias de atuação junto ao Estado. “O Congresso Nacional propõe em média 20 mil projetos de lei por ano, sem contar as propostas das 27 Assembleias Estaduais. O “SigaLei” vai auxiliar muito esses profissionais e esperamos comercializá-lo por um preço acessível, permitindo que aqueles que não faziam este acompanhamento possam fazer. Afinal de contas a política é a arte de ocupar espaços e quem se prepara melhor ocupa primeiro “.

Para exemplificar como o SigaLei pode auxiliar diversos profissionais, podemos citar um fato recente que foi a mudança na tributação do ICMS de produtos comercializados pela Internet. A lei estava em discussão desde 2011, foi sancionada em Maio/2015 e entrou em vigor em janeiro deste ano. De acordo com Oliveira, o momento certo para influenciar a legislação seria durante o processo e não depois. “Por falta de um trabalho de relações governamentais destas empresas ou das associações que as representam, deixaram de monitorar, participar e influenciar no processo legislativo, gerando prejuízos financeiros e operacionais. Hoje muitos e-commerce correm o risco de fechar”, finaliza.

Para mais informações acesse:
http://openlex.com.br/sigalei/
https://www.youtube.com/watch?v=UW0jPFIL-Y8

Website: http://openlex.com.br/sigalei/