PMEs se destacam após aquisição das grandes

O Brasil é o país da América Latina que mais teve operações de fusão e aquisição nos primeiros nove meses de 2015, aponta levantamento feito pela Merrill DataSite em parceria com a Transactional Track Record.

No período, o mercado brasileiro acumulou 712 transações registradas que movimentaram aproximadamente R$ 178 bilhões, entre anunciadas e concluídas, tendo em conta as que tiveram valor divulgado. O país é seguido pelo México, com 231 operações, e pelo Chile, com 129.

Com a aquisição, ambas as empresas envolvidas são beneficiadas. A pequena empresa passa a contar com uma nova e mais numerosa carteira de clientes, podendo atingir nichos que estavam fora de seu alcance.

Já a empresa que adquire uma PME, tem como maior vantagem a possibilidade de oferecer um serviço que não era realizado antes. Conheça algumas parcerias que deram certo:

Certisign e Onebuy: A Certisign, a Autoridade Certificadora líder da América Latina, firmou sociedade com a OneBuy, startup que desenvolveu uma solução de cadastro único que permite ao usuário comprar em diversos sites com apenas alguns cliques.

A aquisição de parte da OneBuy é estratégica, uma vez que a Certisign quer ampliar cada vez mais sua participação no mercado de Identificação Digital.

“Firmamos a sociedade com a Onebuy por conta da estratégia de posicionamento e pelo fato dela ter um produto que atende a todos os requisitos de qualidade, segurança e eficiência exigidos por nós. O raciocínio foi simples: por que desenvolver internamente se a OneBuy tem a solução completa?”, explica Júlio Consentino, vice-presidente da Certisign

Grupo Omelete e Social Comics: O Grupo Omelete, criador da CCXP-Comic Con Experience (www.ccxp.com.br) e proprietário do portal Omelete (www.omelete.com.br), comprou uma nova empresa 100% relacionada à cultura pop: o Social Comics (www.socialcomics.com.br), plataforma de streaming de Quadrinhos, com um conceito similar à Netflix, que por um valor mensal de R$ 19,90, disponibiliza mais de 1.000 histórias em quadrinhos no formato digital.

As HQs podem ser lidas no computador via web, tablet ou smartphone Android e iOS. A empresa pretende expandir para os EUA essa nova aquisição.

Locaweb e Tray: A Locaweb, uma das maiores fornecedoras de serviços de internet do Brasil, adquiriu a Tray, especialista em plataformas de e-commerce, em 2012 e, desde então tem aumentado no mercado de comércio eletrônico.

Com a aquisição, a Tray teve um crescimento no número de clientes alcançados e a Locaweb passou a oferecer um serviço que não era oferecido antes pela empresa, pelo menos não da forma como é hoje. Após três anos de parceria, a Tray é hoje o braço de e-commerce da Locaweb.

Cappta e Pingobox: Essa parceria é um caso de demanda pelo cliente. A Cappta, empresa especializada em soluções completas e inovadoras de meios de pagamento, investiu na startup Pingobox, empresa que fornece um kit de automação comercial de baixa complexidade, que chegou ao mercado em 2014.

O valor da negociação não foi revelado, mas envolveu a compra do controle da companhia. Agora com a Cappta, o Pingobox vai utilizar os mais de 300 agentes de serviço espalhados pelo país, que apresentam, instalam e realizam a manutenção das soluções de sua compradora.