Especialista aponta tendências de negócios digitais para 2016

Montar um negócio próprio é o desejo de muitas pessoas. E a internet é, cada vez mais, um terreno propício e lucrativo para empreender. Mas será que 2016 será um ano indicado para isso, com o País atravessando esse momento turbulento? Se ainda assim valer a pena investir, quais são os nichos promissores?

Especialista em empreendedorismo digital, Alan Pakes reforça a tese de que momentos de crise são grandes oportunidades para empreender.

“Quem entender mais profundamente as demandas novas que surgirem do público pode se beneficiar. Por exemplo, quem vende cursos preparatórios para concursos públicos pode crescer neste momento em que as pessoas perdem ou temem perder seus empregos.”

Organizador do recém-lançado livro “Negócios Digitais – Aprenda a usar o real poder da internet nos seus negócios” (editora Gente), Pakes lembra uma grande vantagem dos negócios online: “A possibilidade de mudar rapidamente a configuração do empreendimento é muito maior do que em negócios físicos”.

Lado emocional

Em períodos de crise, as pessoas ficam mais sensíveis emocionalmente. Por isso, o especialista recomenda que o empreendedor se aproxime do público. “Deve-se dialogar, entender as necessidades, demonstrar empatia, se apresentar como um ponto de apoio. No meu negócio, sinto que as pessoas estão aflitas. Toda vez que eu demonstro mais carinho e atenção, mais elas se engajam e confiam no que forneço.”

Ainda segundo Pakes, áreas como concursos públicos, desenvolvimento pessoal e saúde devem crescer. “O primeiro é pelo anseio de estabilidade e segurança no momento que vivemos. Os outros dois, além de também serem impulsionados pela crise, já vêm em alta nos últimos anos”, finaliza o fundador do CONAED (Congresso Nacional de Empreendedorismo Digital).

Livro e portal

Para quem quer se aprofundar neste universo, foi lançado recentemente o livro “Negócios Digitais – Aprenda a usar o real poder da internet nos seus negócios” (editora Gente). Logo nas primeiras semanas, a obra apareceu em rankings importantes, como da Folha de S.Paulo, Veja e Publish News.

Além de Pakes, a publicação tem os seguintes coautores: Conrado Adolpho, Jober Chaves, Victor Damásio, Bruno Juliani, Ricardo Piovan, Henrique Carvalho, Samuel Pereira, Ramon Tessmann, Hugo Rocha, Maicon Rissi, Rogerio Job, Rafael Albertoni, Felipe Pereira, Erico Rocha, André Lima, Bruno Gimenes e Christian Barbosa.

Outra novidade é o portal www.livronegociosdigitais.com.br, uma extensão do livro. A página traz as respostas de dúvidas comuns de quem pensa em se tornar um empreendedor digital, além de diversos materiais gratuitos sobre o assunto.

Sobre Alan Pakes

Alan Pakes é Engenheiro de Computação, formado pela USP em 2002. É empreendedor e já fundou três companhias: a agência de intercâmbio Invista em Você, a empresa de tecnologia Atrians e a de marketing digital, Digital Summit. Com esta última, organizou o CONAED (Congresso Nacional de Empreendedorismo Digital).

O CONAED foi o primeiro congresso online do Brasil e teve sua primeira edição em setembro de 2013. A proposta é ajudar pessoas a alavancar um negócio existente ou a criar um negócio do zero com o poder da internet.
Alan ensina empreendedorismo e é expert em Marketing Digital.

Adicionalmente ao CONAED, ele já fez diversos lançamentos de produtos digitais pela internet.

www.conaed.com.br

Website: http://www.conaed.com.br