Curso de inglês para executivos é alternativa para manter a empregabilidade

Com as novas gerações chegando ao mercado com o inglês já incorporado às suas rotinas de vida – imersos em um mundo virtual em que já nasceram -, para os chamados nativos digitais o inglês é praticamente uma segunda língua que usam o tempo todo e aprendem quase que por osmose, em vídeo games, redes sociais e ao assistir filmes.

Nesse contexto, o inglês como segunda língua já é mais do que obrigatório no mercado de trabalho , praticamente deixando de ser um diferencial, como há alguns anos atrás.

Seja tanto para esses novos entrantes do mundo corporativo, que querem formalizar e consolidar seu conhecimento prático com mais fluência e gramática apurada, quanto para quem já está no mercado e sente que seu domínio do idioma precisa de um “up”, cursos de inglês para executivos têm se tornado a bola da vez do aprendizado e capacitação empresarial.

E a saída que muitos estão encontrando para unir o útil ao agradável é aproveitar o período de férias corporativas para não apenas fazer um curso intensivo de inglês especializado para executivos, mas para não deixar de curtir seu descanso anual no exterior , um dos xodós de todo profissional bem-sucedido.

“Com os ganhos de renda e as facilidades por que passou a economia há alguns anos atrás,” – Comenta Bruno Passarelli, founder da agência de intercâmbio online Descubra o Mundo Intercambio – “boa parte desses executivos se acostumou a tirar um período de lazer lá fora, todo ano… Mas a coisa mudou, e o cenário econômico fez as pessoas pensarem mais em custo-benefício e, para justificar isso, muitos querem associar essa experiência lá fora com um investimento de aprendizado na carreira que possam carregar para sempre”.

4 SEMANAS DE INGLÊS INTENSIVO NO EXTERIOR, SEM ESQUECER DO TURISMO

Existem cursos de inglês específicos para executivos, especializados na linguagem corporativa e em uma vivência mais ligada ao ambiente de negócios.

E assim que se pensa neste tipo de cursos, as pessoas logo focam nos Estados Unidos. Mas outros destinos menos conhecidos, mas com custos mais acessíveis, têm se destaco, por conta da crise.

Foi o que nos relatou Rafaeli Silvestre , que por trabalhar na área de comércio exterior, em Santa Catarina, resolveu aproveitar as férias para deixar seu inglês ainda mais fluente (sempre estudou em escolas no Brasil) e, de quebra, conhecer o Canadá.

Ela diz que 2 pontos foram fundamentais em sua tomada de decisão: realizar esse sonho de estudar fora e aproveitar ao máximo a experiência em seu universo profissional, assim que retornasse.

Rafaeli passou 4 semanas em Toronto, na escola WTC desta cidade, a mesma escolha da Gaúcha Bruna Lima , que é formada em comércio exterior, e se decidiu a fazer “uma imersão no idioma”, passando também 4 semanas estudando inglês nesse país.

HOSPEDAGEM EM CASA DE FAMÍLIA PARA GENTE GRANDE TAMBÉM

Ao contrário do que muitos pensam, não são só adolescentes que podem optar pela hospedagem bem acessível que é ficar morando em um quarto em uma casa de família no Canadá ou em diversos outros países do exterior.

Foi o caso tanto da Rafaeli quanto da Bruna, que recomendam a experiência também pelo fato de, com essa proximidade, passarem a praticar o inglês 24 horas por dia, para poder se comunicar com os familiares que as hospedaram.

1 mês de Inglês em Malta está virando febre
Quando as pessoas pensam em Malta como destino, poucos estão pensando em um curso de inglês para executivos. Bom, pelo menos era assim há algum tempo atrás…

“Um dos destinos que tem nos surpreendido pela escolha dos executivos é a Ilha de Malta, paraíso mediterrâneo, na Europa” – Continua Bruno – “Hoje, as pessoas têm uma cabeça mais aberta e sabem conciliar seus horários com disciplina… Malta tem um ótimo preço, tanto dos cursos como de custo de vida, e o turismo é espetacular”.

Segundo Bruno, isso tem motivado diversos deles a optar por este país de língua inglesa para seus cursos de férias. E, na realidade, a ilha tem grande tradição em escolas de inglês de nível internacional, muito respeitadas.

Uma delas, a EC Malta , oferece aulas exclusivas para alunos com 30 anos ou mais, o que torna o curso de inglês para executivos muito mais proveitoso, com uma turma “madura” e focada em aprender.

Quem gostou muito desta experiência em Malta (mas em outra escola) foi a advogada Letícia Resende que precisava aproveitar ao máximo seus 30 dias de férias e não titubeou em escolher Malta para seu curso de inglês.

COMO ESCOLHER UM BOM CURSO DE INGLÊS PARA EXECUTIVOS

Falamos em Canadá e Malta por estarem se tornando uma tendência, mas existem muitos outros excelentes destinos para cursos deste tipo . Países como Irlanda e Austrália usam essa modalidade de instituição de ensino, inclusive, como uma forma de promover o turismo, de trazer divisas para o país e até de atrair mão de obra temporária.

E as agências especializadas em intercâmbio costumam prestar consultoria para ajudar os profissionais em busca de capacitação no idioma a encontrar o destino que melhor se encaixa em seus objetivos.

Suas férias deste ano já estão programadas? Que tal aprender inglês direto da fonte?

Website: https://www.descubraomundo.com/