Depois de expulsar passageiro, United ganha sugestões de slogans

Companhia é alvo de críticas nas redes sociais desde domingo, quando um vídeo em que um passageiro era expulso de um voo foi divulgado

São Paulo – Enquanto o valor de mercado da United Airlines despenca na bolsa em 830 milhões de dólares, as críticas à empresa nas redes sociais estão cada vez mais altas.

A polêmica em que a companhia aérea se meteu no último domingo, dia 9, quando decidiu retirar a força um passageiro de um voo lotado entre Chicago – Louisville ainda causa furor nas redes sociais.

Mais de 180 milhões de pessoas do mundo todo se engajaram com os mais de 890.000 comentários sobre o assunto nas redes. Uma parte deles, eram sugestões de novos slogans para a United, depois da polêmica.

Confira alguns deles a seguir:

“Reserve agora um voo e seja espancado mais tarde”, diz uma das propostas.

E que tal um pouco de sangue misturado ao novo logo da companhia, sugere outro internauta.

“Se não conseguimos bater a concorrência, batemos nos clientes”, sugere outra pessoa.

“Voos normais têm hospedeiros de bordo. Nós temos seguranças de discotecas”, mostrava outra publicação.

//platform.twitter.com/widgets.js

“Nós colocamos o hospital em hospitalidade”, sugeriu outro.

//platform.twitter.com/widgets.js

“Podemos reacomodá-lo da maneira mais fácil ou mais difícil”, dizia outra publicação.

//platform.twitter.com/widgets.js

O site pornográfico comentou também:

//platform.twitter.com/widgets.js

Embarque como médico, saia como paciente.

O caso 

No dia, a companhia teria pedido a quatro passageiros voluntários para desistir do voo lotado e até ofereceram 1.000 dólares a quem se prontificasse a ajudar. Como ninguém se interessou, a United escolheu de forma aleatória quem deixaria o voo, entre eles, David Hao.

O médico de 69 anos se recusou a sair do voo e acabou sendo arrastado por policiais, a pedido da empresa. Ele chegou a sofrer ferimentos no rosto e foi encaminhado a um hospital.

O vídeo gravado no momento se propagou como pólvora nas redes e, desde domingo, a companhia vem sofrendo críticas – mesmo depois do pedido de desculpas do diretor executivo da empresa.

De acordo com o Departamento de Aviação de Chicago, o policial que arrastou o passageiro foi afastado do cargo temporariamente. Veja a seguir o vídeo do momento da retirada do passageiro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. “Hahahahaha” Se fosse no Brasil por 1000 dólares a galera ia sair no tapa pra disputar quem deixaria o vôo.