Depois da euforia, estoque da Forever 21 já está esgotado

Clientes reclamam da falta de produtos e funcionários dizem que movimento já diminuiu por conta disso

São Paulo – 24 dias. Esse foi o tempo necessário para esgotar o estoque de roupas da Forever 21, que havia sido programado para durar três meses.

Exatamente quatro semanas depois de visitar a loja pela primeira vez, EXAME.com voltou ao shopping Morumbi. O movimento ainda era alto para uma quarta-feira às 11h30 da manhã, mas a decepção também era grande.

Várias prateleiras estavam vazias, muitas araras mostravam roupas repetidas e faltavam tamanhos de quase todos os modelos. O segundo andar da loja, antes repleto de opções, foi praticamente tomado por roupas de ginástica.

“Não temos o que fazer, não há mais peças no Brasil. Tivemos que preencher os espaços com o que sobrou”, disse uma vendedora. Segundo ela, a marca havia feito um estoque para três meses, mas ele durou pouco mais que três semanas.

As clientes não estavam felizes. “O único lugar da loja que ainda se parece com a Forever 21 é a seção de bijuterias”, disse uma adolescente.

“Vim até aqui porque minha amiga disse que visitou a loja no Rio de Janeiro e que eu encontraria coisas legais, mas não tem mais nada aqui”, reclamou outra compradora.

Modelos esgotados

Outra cliente indignou-se ao perceber que os modelos que estavam à mostra nas vitrines já estavam esgotados. “Nossas vitrines são mundiais, elas mudam de acordo com a sede. Só podemos trocá-las quando os americanos autorizarem”, explicou a vendedora. “Mas então nada do que está na vitrine está aqui?”, perguntou a cliente. “Não”, respondeu a funcionária.

De acordo com outra atendente da loja de varejo, um novo carregamento deveria ter chegado ontem, mas houve um imprevisto e ele foi cancelado. “Esperamos que até o fim da semana a situação já esteja normalizada, mas não posso prometer nada”, disse.

A falta de produtos já está afetando o a loja. “As pessoas estão vindo cada vez menos, porque estão percebendo que as novidades não estão chegando. O movimento já está bem menor e temos recebido muitas reclamações”, disse um atendente.

As reclamações já extrapolaram a loja e chegaram às redes sociais e sites de reclamação.

Os vendedores acreditam que até o início da semana que vem a situação já esteja normalizada, mas não podem garantir a data com certeza. EXAME.com contatou a sede da Forever 21 em Los Angeles, mas, até o fechamento desta matéria, a empresa não havia se manifestado.