Credit Suisse pagará US$ 5,3 bi aos EUA por crise das subprime

O banco pagará multa de US$ 2,48 bi pela venda de títulos respaldados por dívida hipotecária e mais US$ 2,8 bi de indenizações aos clientes

Genebra – O banco Credit Suisse, o segundo mais importante da Suíça, comunicou nesta sexta-feira que pagará quase US$ 5,3 bilhões nos Estados Unidos para fechar um litígio relacionado com créditos imobiliários estabelecidos antes da crise financeira de 2008.

Segundo o acordo alcançado com o Departamento de Justiça dos EUA, o banco pagará uma multa de US$ 2,48 bilhões pela venda de títulos respaldados por dívida hipotecária no período entre 2005 e 2007.

Adicionalmente, a Credit Suisse pagará US$ 2,8 bilhões de indenizações aos clientes, os quais terá que desembolsar durante os próximos cinco anos.

Para financiar estes pagamentos, o estabelecimento informou que, além das provisões que já realizou para este tipo de situações, incorporará a seu balanço uma carga antes de impostos de US$ 2 bilhões.

Esta figurará nas contas do quarto trimestre deste ano, precisou.

A regulação ainda está sujeita “à negociação do documento final e à aprovação da junta direção do Credit Suisse”, afirmou o banco mediante um comunicado.