Coreia do Sul acusa sete por fraudes da Volkswagen no país

Os suspeitos supostamente fabricarem documentos para beneficiar seus negócios

Seul – Promotores acusaram sete atuais e ex-funcionários da unidade sul-coreana da Volkswagen e de uma empresa terceirizada local por supostamente fabricarem documentos para beneficiar seus negócios.

Entre os acusados estão Johannes Thammer, diretor da Audi Volkswagen Korea, e Trevor Hill, que foi diretor-gerente da unidade coreana entre 2007 e 2012.

As acusações contra os funcionários da Volks incluem a falsificação de documentos, manipulação de relatórios sobre ruídos e fraudes com softwares de computador para obter certificados e permitir que os veículos rodassem no país, disse o escritório da promotoria.

O grupo também foi acusado de violar leis ambientais locais.

A Coreia do Sul adotou uma linha rígida com a Volks desde que a montadora admitiu em 2015 ter fraudados testes de emissão de poluentes.

Em 2016, a Coreia do Sul suspendeu as vendas da maior parte dos veículos da montadora. Fonte: Dow Jones Newswires.