Compra da Odebrecht Ambiental pela Brookfield depende de acordo

Brookfield aguarda a homologação dos processos de delação premiada e leniência feitos pela Odebrecht para concluir a compra da Odebrecht Ambiental

São Paulo – A Brookfield aguarda a homologação dos processos de delação premiada e leniência feitos pela Odebrecht para concluir a compra da Odebrecht Ambiental, considerada estratégica para a gestora canadense começar seu processo de consolidação no setor de saneamento no País, segundo fontes a par do assunto.

Em janeiro passado, o fundo esteve prestes a concluir a compra dos 25% da fatia da OAS, também envolvida na Lava Jato, na Invepar, mas o negócio não foi à frente, por desentendimentos com os fundos de pensão – Previ (Banco do Brasil), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobrás).

A Funcef tem participação cruzada na Odebrecht Ambiental, por meio da Odebrecht Utilities. Fontes afirmam que não há incompatibilidade entre Funcef e Brookfield.

Procuradas, Odebrecht Ambiental, Funcef e Brookfield não comentaram.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.