Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Canadá acusa Boeing de querer bloquear Bombardier nos EUA

A ministra de Relações Exteriores do Canadá também informou que está "revisando os contratos militares relacionados com a Boeing"

Toronto – O governo do Canadá acusou nesta quinta-feira a empresa aeronáutica americana Boeing de tentar bloquear a venda de aviões da canadense Bombardier nos Estados Unidos, após a decisão de Washington de iniciar uma investigação para a imposição de medidas contra o “dumping” (concorrência desleal).

Em comunicado, a ministra de Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, também informou que está “revisando os contratos militares relacionados com a Boeing”.

“Estamos completamente em desacordo com a decisão do Departamento de Comércio dos EUA de iniciar investigações de tarifas antidumping e compensatórias às importações de aviões civis canadenses de grande porte”, afirmou.

De acordo com a ministra, “o pedido da Boeing está claramente direcionado a bloquear a entrada do novo avião da Bombardier, a Série C, no mercado americano”.

“A Boeing admite que não compete com as exportações do avião CS100, portanto é mais difícil ver estas acusações como legítimas, particularmente dado o domínio da família Boeing 737 no mercado americano”, continuou Freeland.

O Canadá também lembrou que muitos dos fornecedores que trabalham na produção da Série C da Bombardier, uma família de aviões de médio-alcance que entrou em serviço no ano passado, estão radicados nos Estados Unidos.

Nesta quinta-feira foram iniciadas em Washington averiguações para determinar se a Bombardier está recebendo subvenções para poder vender a Série C de aviões a preços menores que os normais.

Após o início das análises, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, emitiu um comunicado no qual apontou que Washington tem que agir se não forem cumprem as normas e que fará todo o possível para defender as companhias americanas.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s