Cade define fusão entre Bayer e Monsanto como “complexa”

Diante da conclusão, o órgão determinou que sejam estudados os impactos concorrenciais da operação

São Paulo – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) declarou a fusão entre a Bayer e a Monsanto “complexa” e determinou a realização de diligências, como a elaboração de estudo quantitativo a respeito dos impactos concorrenciais da operação, segundo despacho do superintendente-geral do órgão no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

O Cade ainda facultou às partes a apresentação das eficiências econômicas que devem ser geradas pela operação e decidiu aprofundar análises sobre os impactos da transação sobre a inovação no mercado.

O órgão de defesa da concorrência no Brasil também poderá posteriormente exigir maior prazo para decidir sobre o caso.

A companhia de produtos químicos e de saúde Bayer anunciou uma fusão com a empresa de sementes norte-americana Monsanto em setembro passado, em um negócio de 66 bilhões de dólares.