BRF reduzirá pagamentos a fornecedores após queda nos lucros

BRF anunciou que vai reduzir temporariamente o pagamento a fornecedores até recuperar as margens de lucro

A BRF, maior produtora de alimentos processados do Brasil, vai reduzir temporariamente os valores pagos aos seus fornecedores como parte dos esforços para recuperar as margens de lucro, que foram espremidas nos últimos 12 meses.

A empresa reduzirá em 5 por cento o preço de produtos e serviços entregues entre outubro e dezembro, segundo memorando enviado aos fornecedores, ao qual a Bloomberg teve acesso.

A medida é uma resposta à crise econômica e ao aumento dos preços das commodities no mercado interno, que afeta diretamente a cadeia de produção da BRF, informou a companhia em resposta por e-mail a perguntas da reportagem.

A BRF, maior exportadora mundial de aves, viu seu lucro líquido cair 92 por cento no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado.

A empresa foi diretamente afetada pela escalada nos preços domésticos do milho usado para alimentar suas aves e pelo excesso na oferta de frangos, que derrubou os preços das exportações.

Os resultados foram influenciados também pela diminuição das vendas no Brasil, com o agravamento da recessão.

Em junho, a BRF anunciou que suspenderia a produção de frango em duas unidades devido ao ambiente “desafiador”. No início do ano, a empresa informou que estava buscando reduzir os salários reais de seus funcionários, ajustando-os abaixo da inflação.

Os preços do milho brasileiro estão 23 por cento mais altos que um ano atrás devido ao aumento das exportações e a uma colheita menor que a esperada, segundo dados compilados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea-USP).