BNDES executa fiança bancária para subsidiária da Triunfo

Segundo a Triunfo, empréstimo-ponte cujo valor original era de cerca de 690 milhões de reais, foi liberado pelo BNDES a partir de junho de 2014

São Paulo – A Triunfo informou nesta quarta-feira ter sido notificada que o BNDES pediu a execução de fianças bancárias de empréstimo-ponte tomado por sua subsidiária Concebra, cujo valor era de 796,4 milhões no final de setembro.

Segundo a Triunfo, empréstimo-ponte cujo valor original era de cerca de 690 milhões de reais, foi liberado pelo BNDES a partir de junho de 2014 e venceu em 15 de dezembro de 2016.

Ainda segundo a companhia de concessões de infraestrutura, os juros mensais dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016 foram pagos pela Concebra.

O empréstimo-ponte é garantido por fiança bancária do Banco do Brasil no valor principal de 100 milhões de reais e pelo BDMG, de 60 milhões de reais, além de fiança da Triunfo.

As fianças bancárias prestadas por BB e BDMG são garantidas por recebíveis e ações da Concebra e fiança da Triunfo.

De acordo com a Triunfo, a quitação do empréstimo-ponte seria feita com parte dos recursos do empréstimo de longo prazo de 3,6 bilhões já aprovado pela diretoria do BNDES em fevereiro passado, mas ainda não assinado.