BNDES aprova crédito de R$ 1,18 bi para GVT

O BNDES afirma que a operação de financiamento aumenta a competição no setor de banda larga e telefonia fixa nas localidades em que a GVT atua

Rio – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 1,184 bilhão para a GVT, anunciou a instituição. Em nota, o banco diz que os recursos serão direcionados para a complementação do plano de investimentos da empresa para o período 2011-2013. O foco é o crescimento da GVT nas praças em que a empresa já está presente e em novas cidades, além da operação de TV por assinatura e da inovação em serviços de telefonia fixa e internet banda larga, conteúdo e interatividade.

O BNDES afirma que a operação de financiamento aumenta a competição no setor de banda larga e telefonia fixa nas localidades em que a GVT atua, o que resultaria em preços mais atrativos e oferta de novos serviços ao consumidor. Ainda de acordo com a nota, o banco também financiará investimentos em tecnologia nacional, assegurando que parcela do total do crédito recebido pela empresa para aquisição de equipamentos nacionais seja direcionada para fornecedores que investem em inovação no Brasil.

Segundo o banco, também fazem parte do financiamento recursos destinados a quatro projetos sociais da empresa que serão ampliados no entre 2011 e 2013, envolvendo a capacitação de pessoas com necessidades especiais, o treinamento de jovens para atuar como atendentes de call centers, além de um projeto de conscientização de professores, crianças e pais sobre o melhor uso da tecnologia.

Presente em 105 cidades, a GVT atua em todas as regiões do País. Para acompanhar a expansão geográfica e em novos negócios, a companhia vai dobrar o quadro de funcionários este ano, saltando de 7,9 mil em dezembro de 2010 para mais de 14,2 mil no fechamento de dezembro próximo. A empresa mantém pessoal próprio nas atividades de contato direto com o cliente. Além do call center, formado por quadros internos desde o início da implantação, a GVT contará com instaladores que ativam serviços na casa dos clientes.