BB colocará rentabilidade em 1º lugar para melhorar ROE

Presidente-executivo do banco disse que as receitas com juros devem crescer mais rápido do que a média de seus rivais neste ano

São Paulo – A rentabilidade virá primeiro do que a participação de mercado para o Banco do Brasil, como parte dos esforços de reduzir o intervalo de retorno sobre o patrimônio (ROE, na sigla em inglês) em relação aos seus concorrentes do setor privado, afirmou nesta quinta-feira o presidente-executivo Paulo Caffarelli.

Em um evento sobre o resultado do quarto trimestre, Caffarelli disse que as receitas com juros do banco de controle estatal devem crescer mais rápido do que a média de seus rivais neste ano.

O comentário de Caffarelli ajudaram as ações do banco a reverterem perdas do começo do pregão. Por volta das 11:05, os papéis subiam cerca de 0,7 por cento na Bovespa.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Luciano Leite Galvão

    O BB, o Itaú e a Caixa são os 3 bancos mais lucrativos e com os maiores ativos do país. Resultados abaixo do esperado não faz tanto peso, por causa do potencial de uso pelas pessoas. É como se fosse o pão para o café da manhã de todo mundo. Fica justificado o resultado porque ao invés da população ter excedentes para economizar, na realidade tem é falta do dinheiro e de trabalho, mas deve mudar já que o Temer conseguiu com mão cheia segurar os nossos indicativos econômicos num patamar ótimo para recuperação. Logo o povo começa a por dinheiro para circular nos bancos. Tá ruim, mas tá bom. Faz parte.