Azul vai anunciar fusão com a Trip

Acionistas da Azul terão 80% da companhia resultante da fusão e os da TRIP, 20%; decisão cria um gigante da aviação regional no Brasil

São Paulo – A Azul Linhas Aéreas, terceira maior empresa aérea do Brasil, vai anunciar amanhã uma fusão com a Trip Linhas Aéreas, maior companhia aérea regional da América do Sul.

Segundo pessoas ligadas às empresas, os acionistas da Azul terão 80% da companhia resultante da fusão e os da Trip, 20%. O nome Trip deixaria de existir e a equipe sediada em Campinas vai para Barueri, onde está a Azul. Procurada, a diretoria de comunicação da Azul não deu retorno.

O presidente da Trip, José Mário Caprioli, deve ganhar um assento no conselho administrativo da Azul, que reúne o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, executivos da empresa e representantes dos fundos de investimento da empresa.

De acordo com especialistas do mercado, o namoro da Azul com a Trip é antigo, mas o acordo passou a ser costurado há seis meses. Contou a favor o fato de as duas usarem as mesmas aeronaves, Embraer e ATR, e a obstinação da Azul de expandir sua atuação na aviação regional, já que é difícil brigar com a TAM e a Gol nas grandes cidades.

Somadas, Azul e Trip têm 14% de participação de mercado. Ainda é pouco perto das fatias da TAM, com 39,42% no primeiro trimestre de 2012, e da Gol, com 34,30%. No ano passado, a TAM negociou a intenção de adquirir 31% do capital da Trip, mas não chegou a uma decisão – desde 2004 as duas empresas têm um acordo de compartilhamento de voos.