Ataque hacker abala última saída do Yahoo: a venda para a Verizon

A operadora disse em comunicado que "vai rever os impactos da revelação" antes de tomar uma decisão sobre o acordo para comprar a empresa

São Paulo – A notícia de que hackers (novamente) roubaram dados de mais de 1 bilhão de usuários do Yahoo pode ter minado uma das últimas saídas que a empresa tinha para se reerguer: a venda para a Verizon.

Em comunicado, o porta-voz da operadora Bob Varettoni disse que ela “vai avaliar a situação enquanto o Yahoo continua sua investigação”.

“Vamos rever o impacto dessa nova revelação antes de tirar qualquer conclusão final”, emendou, finalizando que a empresa não comentará nada além disso.

O negócio, anunciado em julho e previsto para ser concluído em 2017, era um dos mais aguardados do ano.

O Yahoo vem acumulando prejuízos milionários e milhares de demissões e não conseguiu protagonismo em nenhum dos campos da internet: nem nos e-mails, nem nos anúncios, nem nos chats instantâneos e muito menos nas buscas.

Boa parte do que faz com que a companhia ainda seja valiosa para os investidores vem da participação que ela tem no e-commerce Alibaba – e não de suas atividades principais.

A fatia no grupo chinês, inclusive, ficou de fora do acordo fechado com a Verizon. Pelo tratado, a companhia de telecom concordou em pagar 4,83 bilhões de dólares pelos setores de e-mail, conteúdo, propaganda e buscador.

Também entraram na conta os ativos imobiliários e as subsidiárias Flickr e Tumblr. Já as ações no Yahoo Japan, que opera separadamente, não foram negociadas.

Mas, por conta da revelação, em setembro, de que 500 milhões de contas do Yahoo haviam sido invadidas em 2014, a Verizon passou a pressionar a parceira para pagar menos pela operação. O “desconto” pedido seria de 1 bilhão de dólares.

O ataque divulgado nesta semana é ainda mais grave: 1 bilhão de contas teriam tido informações roubadas, entre elas senhas, números de telefone e mensagens. O caso teria ocorrido em 2013.

Ainda que a Verizon oficialmente não tenha detalhado o que pretende rever na aquisição, ou se ela será desfeita, a opinião do mercado parece estar formada e ela não é positiva: as ações do Yahoo caíram 5% nesta quinta-feira (15).