Assinaturas digitais ajudam The New York Times no semestre

Prejuízo do grupo de comunicação diminuiu quase 60% nos seis primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2011

São Paulo – Mesmo com a receita de publicidade menor, o grupo de comunicação The New Tork Times, dono do jornal que tem o mesmo nome, conseguiu diminuir o prejuízo no primeiro semestre do ano em relação ao mesmo período do ano passado.

A façanha só foi conseguida graças ao aumento de circulação dos jornais e também ao crescimento das assinaturas digitais do grupo.

No período, as perdas da companhia somaram 46 milhões de dólares, 59,7% menor em relação ao primeiro semestre do ano passado. No segundo trimestre, as perdas somaram 88,1 milhões de dólares, 26% a menos em relação ao mesmo trimestre de 2011.

“Esse resultado reflete o nosso avanço de reposicionar nossos negócios  cada vez mais em multiplataformas. A queda na receita com publicidade foi compensada pela força da receita de circulação e a expansão da base de assinaturas digitais”, afirmou Arthur Sulzberger, presidente da The New York Times Company.

No final do segundo trimestre, os assinantes digitais do NYT e do Herald totalizaram cerca de 510.000, alta de 12% em relação ao trimestre anterior.  Já os assinantes do BostonGlobe.com somaram 23.000, crescimento de 28% em relação aos três primeiros meses do ano.

A receita total do grupo praticamente permaneceu estável no semestre, somando 1 bilhão de dólares, alta de 0,2% em relação ao mesmo período do ano passado.  Já o faturamento com publicidade caiu 7,5% nos seis primeiros meses do ano, totalizando 482 milhões de dólares.