ArcelorMittal segue Usiminas e comunica alta de preços

O reajuste acompanha decisão da rival, que na semana passada divulgou reajuste de 10,7% em laminados a quente para a rede de distribuição

São Paulo – A ArcelorMittal está comunicando distribuidores sobre aumento de cerca de 10 por cento no preço de bobinas laminadas a quente a partir da próxima segunda-feira, afirmaram duas fontes do setor nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, nesta segunda-feira.

O reajuste acompanha decisão da rival Usiminas, que na semana passada divulgou reajuste de 10,7 por cento em laminados a quente para a rede de distribuição nos próximos dias.

Procurada, a ArcelorMittal informou que “não comenta sua política de preços”.

A Usiminas informou na ocasião do anúncio do reajuste que o aumento nos preços devia-se a um aumento na cotação internacional do aço ocorrido por maior demanda por aços planos no exterior.

Questionada sobre alguma eventual movimentação da CSN, outra grande produtora de aços planos do Brasil, a primeira fonte afirmou que a companhia informou que por enquanto ainda não avalia um reajuste.

Às 16:41, as ações da Usiminas exibiam queda de 0,4 por cento, enquanto o Ibovespa mostrava perda de 0,45 por cento. Os papéis da CSN tinham alta de 0,9 por cento.