Apple nomeia nova diretora para China como esforço de adaptação

A Apple trabalha para se adaptar à nova lei que exige que empresas estrangeiras armazenem dados localmente em parceria com empresas locais

Pequim – A Apple nomeou uma diretora-geral para a China, um cargo recém criado, em ação focada em localização de recursos de produtos e cumprir novos regulamentos do país sobre empresas de tecnologia estrangeiras.

Isabel Ge Mahe, que trabalhou em área de tecnologia sem fio na Apple por nove anos, coordenará uma equipe em todo território chinês, declarou a empresa.

“A Apple está comprometida em investir e se expandir na China”, declarou o presidente-executivo, Tim Cook. “Estamos ansiosos para fazer contribuições ainda maiores sob sua liderança.”

O anúncio chega à medida que a Apple trabalha para estar em conformidade com a nova lei que exige que empresas estrangeiras armazenem dados localmente em parceria com empresas locais.

“Estou ansiosa para aprofundar as conexões de nossa equipe com clientes, governo e empresas na China para promovermos inovação e sustentabilidade”, declarou Ge Mahe que responderá diretamente à Cook e ao vice-presidente de operações Jim Williams.