Anvisa proíbe marca de alimento para bebês

Segundo a agência, os alimentos de transição para bebês e crianças de primeira infância são de registro sanitário obrigatório

São Paulo — A Anvisa proibiu nesta segunda-feira a comercialização de todos os produtos da marca Papa no Prato, vendidos pela internet e, segundo a agência, de fabricante desconhecido. O que teria motivado a suspensão de todos os lotes seria a ausência de registro perante a vigilância sanitária.

Os produtos Etapapá 1, 2 3 e Frutas, entre outros, foram proibidos de serem fabricados distribuídos, vendidos e divulgados. Segundo a Anvisa, os alimentos de transição para bebês e crianças de primeira infância são de registro sanitário obrigatório.

EXAME.com não conseguiu contatar a empresa responsável pelos produtos.

Ontem, a agência também proibiu a venda de um lote de paçocas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ?