Amazon pede patente para armazenar produtos no céu

O pedido da patente foi feito dois anos atrás, mas foi percebido apenas na quarta-feira pelo analista de dados de tecnologia da CB Insights

A Amazon.com fez um pedido de patente para uso de aeronaves que funcionariam como centros de distribuição aéreos de produtos a serem entregues com a ajuda de drones.

O pedido da patente foi feito dois anos atrás, mas foi percebido apenas na quarta-feira por Zoe Leavitt, um analista de dados de tecnologia da empresa de pesquisa de mercado CB Insights.

Segundo o pedido de patente, drones lançados dos chamados “centros de suprimento aéreos” (AFC na sigla em inglês) usariam menos energia que os lançados a partir do chão. Ilustração da ideia no pedido de patente mostra veículos semelhantes a dirigíveis com parte do sistema.

Os AFCs planariam a uma altitude de 45 mil pés (13.700 metros) e seriam reabastecidos por “aeronaves menores”.

Representantes da Amazon não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto, mas a companhia já divulgou planos de que planeja começar a usar drones para entregas de produtos a partir do próximo ano.