São Paulo – Um dos símbolos do auge de Eike Batista, o iate Pink Fleet foi enviado para um estaleiro em São Gonçalo (RJ) para ser desmanchado. Suas peças serão vendidas a preço de sucata. Antes dessa medida drástica, Eike tentou vendê-lo para se livrar dos custos de manutenção, estimados em 300.000 reais por mês. Sem compradores, quis doá-lo para a Marinha, que não se interessou. Veja, a seguir, o navio que será desmontado - e que custou 19 milhões de dólares a Eike.

Tópicos: Bilionários, Empresas, EBX, Eike Batista, OSX, MMX, Personalidades, Empresários, Iates, Prejuízo