Airbus anuncia venda de 140 aviões à China por US$ 22,8 bilhões

Tom Enders, CEO do consórcio europeu, declarou que este é um dos maiores contratados fechados pela Airbus em muito tempo

A fabricante de aeronaves Airbus fechou um acordo com a empresa China Aviation Supplies Holding Company (CAS) que prevê a venda de 140 aviões por um valor total de 22,8 bilhões de dólares, anunciou o CEO do consórcio europeu, Tom Enders.

O pedido inclui 100 aeronaves de médio porte A320 e 40 de grande porte A350.

“É um dos maiores contratados fechados pela Airbus em muito tempo”, declarou Enders numa coletiva de imprensa em Berlim, onde está o presidente chinês Xi Jinping.

Os prazos para a entrega das aeronaves ainda estão sendo discutidos, mas ela deve acontecer nos próximos cinco ou seis anos, disse o diretor da Airbus.

“É uma etapa importante na nossa colaboração com a China”, afirmou Enders, sublinhando a importância da cooperação industrial com empresas do país asiático.

Esse contrato demonstra “a grande demanda das companhias chinesas em todos os segmentos, seja para voos nacionais, regionais ou os de longa distância internacionais”, aponta um comunicado da Airbus.

Enders ainda destacou a importância do mercado chinês para a indústria aeronáutica europeia e para a Airbus, em particular, que “estaria menor” sem esse país como cliente.

Por volta do fim de maio, as empresas chinesas tinham uma frota de 1.440 aviões Airbus operando, 1.230 deles do modelo A320.