Wada se diz satisfeita com punição à Rússia

Nenhum atleta do atletismo russo poderá competir fora de seu país, incluindo nos Jogos Olímpicos do Rio, a menos que cumpram com critérios específicos

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) afirmou nesta quinta-feira que está “satisfeita” com a resolução da Corte Arbitral do Esporte (CAS), que confirmou hoje a suspensão da Rússia de todas as competições internacionais do atletismo, incluindo os Jogos Olímpicos de 2016, em resposta a um recurso apresentado por 67 atletas do país.

“A Wada está satisfeita com a decisão anunciada hoje pela CAS. A Wada apoiou a decisão de 17 de junho do Conselho Diretor da Associação Internacional de Atletismo (IAAF) de manter a suspensão da Federação da Rússia imposta após o resultado do relatório da comissão independente sobre o doping no atletismo do país”, afirmou a agência em um comunicado divulgado após o anúncio do CAS.

Em virtude da suspensão da IAAF, nenhum atleta do atletismo russo poderá competir fora de seu país, incluindo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a menos que cumpram com critérios específicos.

“A Wada acredita firmemente que isso não representa uma punição de atletas pelas ações de outros, mas a IAAF requer que sua federação-membro cumpra as regras do Código Mundial Antidoping mediante a introdução efetiva das normas em sua jurisdição. Isso é vital para garantir que todos os atletas compitam no mesmo nível”, disse o presidente da Wada, Craig Reddie.

“Agora são outras as federações internacionais que têm que considerar suas responsabilidades sob o Código Mundial Antidoping em relação com as respectivas federações nacionais russas, e o Comitê Olímpico Internacional, de acordo com o comunicado do dia 19 de julho, deve assumir sua responsabilidade à luz da Carta Olímpica”, disse a Wada. EFE