Vírus H7N9 já matou 32 na China

A China identificou 129 pessoas afetadas pela doença, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde e da Comissão de Planejamento Familiar

Brasília – O novo vírus da gripe aviária H7N9 já fez 32 mortos na China, segundo dados divulgados hoje (9) pelas autoridades chinesas. A última vítima foi na província de Henan. O homem, de 56 anos, morreu depois de manifestar as primeiras reações de contaminação há duas semanas.

Conhecido apenas como Cui, o homem teve febre por uma semana, antes de ser internado já em estado considerado crítico pelos médicos. O caso dele foi agravado, de acordo com os profissionais de saúde, porque sofria de hipertensão e tinha histórico de doença cardíaca.

As autoridades médicas informaram que Cui não teve contato direto com aves, mas havia gaiolas penduradas no corredor do edifício residencial em que morava. Apenas na região de Henan foram registrados quatro casos. Três pacientes se recuperam.

A China identificou 129 pessoas afetadas pela doença, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde e da Comissão de Planejamento Familiar. A comissão acrescentou que os casos são isolados e não houve nenhum sinal de transmissão entre pessoas.