Veja o fenômeno raro que aconteceu no deserto da Austrália

Volume recorde de chuvas no Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta causou evento que ocorre uma vez a cada 50 anos, segundo autoridades australianas

São Paulo – O final de semana de Natal foi de surpresa na região central da Austrália, que é conhecida pelo seu clima desértico.

No Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta, que fica no Território Norte e é Patrimônio Mundial pela Unesco, um volume recorde de chuva transformou a formação rochosa Uluru, um dos maiores símbolos da cultura aborígene no país, em um conjunto de cachoeiras.

A região chegou a registrar no Natal um volume de 232 milímetros de chuva em 24 horas, sendo que a média anual local é de 274,6 milímetros. O mês de dezembro está sendo considerado o mais chuvoso e bateu a marca recorde de 373,4 milímetros de chuva.

Segundo do órgão oficial de meteorologia do Território Norte (BOM NT), um evento como esse ocorre uma vez a cada 50 anos. Nas redes sociais, usuários que tiveram a sorte de observar o fenômeno de perto postaram imagens e vídeos. Veja abaixo:

Em razão da insegurança causada pelas chuvas, informou a rede de notícias ABC Austrália, o parque foi fechado e enchentes foram registradas em alguns vilarejos próximos. A população local foi evacuada e não há registros de mortos e feridos.