Unilever é a empresa sustentável de 2011

Presente em 83 países e com mais de 2 bilhões de consumidores, companhia quer expandir a sustentabilidade para produtos de consumo de massa

São Paulo – A Unilever foi eleita a empresa sustentável do ano pelo Guia EXAME Sustentabilidade 2011, que chega às bancas no próximo dia 24. A companhia tem uma meta clara para os próximos anos: expandir o conceito de sustentabilidade para produtos de consumo de massa. Com mais de 2 bilhões de consumidores no mundo, a empresa se sente confiante para a empreitada verde.

“Já somos sete bilhões de pessoas em um mundo finito. Se quisermos reduzir nosso impacto ambiental e a pressão sobre o planeta, precisamos inserir a inovação no centro dos negócios”, afirmou Fernando Fernandez, presidente das operações da companhia no Brasil, durante evento de premiação do Guia, que elegeu 21 empresas-modelo em responsabilidade socioambiental, na noite desta quarta, em São Paulo.

Segundo ele, o exemplo de inovação mais recente foi o lançamento da versão líquida do sabão Omo que, por ser mais concentrada, já ajudou a economizar água e evitou a emissão de 130 mil toneladas de carbono da atmosfera. O objetivo da empresa agora é emitir em 2012 a mesma quantidade de dióxido de carbono que emitia em 2007 ou menos.

Mais, a Unilever também se destaca pelo comprometimento com a saúde e o bem-estar de seus consumidores. A empresa já retirou 77 milhões de quilos de açúcar, sal, gorduras saturadas e gorduras trans de sua linha de produtos alimentares. “Os consumidores estão atentos e preocupados com as questões ambientais e eles reconhecem as empresas que trabalham pela sustentabilidade”, disse Fernandez.

“Competência e coragem de fazer diferente”

Para Alexandre Caldini, superintendente das revistas EXAME, INFO, VOCÊ S/A e Exame PME, a busca pela sustentabilidade é uma oportunidade de inovar e encontrar soluções para os problemas ambientais atuais. “A humanidade é responsável por feitos incríveis no século passado, mas também viu o esgotamento progressivo dos recursos naturais”, afirmou. “Agora, no século 21, todos temos que trabalhar pelo surgimento de uma economia verde”.

Durante abertura do evento de premiação, Caldini ressaltou que a sustentabilidade é uma nova maneira de enxergar e lidar com a realidade, sair da zona de conforto. “Será preciso ousadia para mudar modelos de negócios e também manter intactos valores universais. As empresas premiadas aqui tiverem competência e coragem de fazer diferente”.