UE não abrirá possibilidades para Turquia aderir ao bloco

Segundo as conclusões dos conselheiros, "nas atuais circunstâncias, não se considera a abertura de novos capítulos"

A União Europeia descartou nesta terça-feira abrir novos capítulos no processo de adesão da Turquia ao bloco devido às atuais circunstâncias, anunciou a presidência do Conselho da UE, ao término de uma reunião de ministros europeus.

“O Conselho celebrou a abertura do Capítulo 33 (Provisões financeiras e orçamentárias) em 30 de junho de 2016. (…) Nas atuais circunstâncias, não se considera a abertura de novos capítulos”, segundo as conclusões da presidência semestral exercida pela Eslováquia.

Os ministros europeus estavam inicialmente divididos em relação à Turquia pela repressão iniciada no país depois do golpe de estado frustrado.

Desde 15 de julho, Ancara lançou um expurgo em massa contra militares e civis, entre eles parlamentares opositores.

Para muitos, a Turquia está se afastando da UE.

Apesar de as conclusões a que chegaram descartam a abertura de novos capítulos, não proíbem continuar com as negociações nos campos já abertos.

A Turquia começou a negociar a adesão à UE em 2005, mas desde então foram abertos unicamente 16 capítulos dos 35 previstos, e apenas conseguiu fechar um, o relativo a Ciência e Pesquisa.