UE diz que Venezuela votou por mudança e pede diálogo

A política italiana destacou o desenvolvimento pacífico da eleição legislativa desse domingo, em que a oposição obteve 99 das 167 cadeiras

Bruxelas – A União Europeia (UE) afirmou nesta segunda-feira que os venezuelanos votaram ontem pela mudança e pediu a todos os políticos do país que dialoguem e cooperem de maneira construtiva para enfrentarem juntos os desafios e fortalecer as instituições democráticas.

Os resultados “são um voto pela mudança e um claro pedido aos políticos e às instituições da Venezuela para que se envolvam em esforços políticos construtivos e juntos enfrentem os desafios, em benefício do país e de todos os cidadãos”, assinalou Federica Mogherini, chefe da diplomacia europeia.

“O diálogo e a cooperação construtivos fortalecerão as instituições democráticas” na Venezuela, ressaltou a alta representante para a Política Externa e de Segurança Comum da União Europeia no comunicado sobre as eleições venezuelanas.

A política italiana destacou o desenvolvimento pacífico da eleição legislativa desse domingo, em que a oposição obteve 99 das 167 cadeiras da Assembleia Nacional.

Mogherini lembrou que o processo eleitoral na Venezuela deve agora ser concluído “com o mesmo espírito de responsabilidade democrática e de transparência”.

E finalizou dizendo que a UE continua a estar “preparada para cooperar com a Venezuela e suas autoridades democraticamente eleitas no interesse de todos os venezuelanos”.