UE aprova prolongar sanções econômicas contra a Rússia

As sanções, impostas em 2014 após a queda de um avião comercial no leste pró-russo da Ucrânia, deverá continuar até 2017

Os 28 presidentes dirigentes da União Europeia aprovaram nesta quinta-feira a prorrogação até meados de 2017 das sanções impostas à Rússia em julho de 2014 depois da queda de um avião comercial no leste pró-russo da Ucrânia, indicaram fontes diplomáticas.

“A decisão formal será adotada nos próximos dias”, afirmou uma das fontes.

Desde sua adoção, a UE vem prolongando estas sanções contra os setores energéticos, de defesa e contra bancos da Rússia, que respondeu com medidas contra o setor agrícola europeu.