UE amplia sanções a pessoas e instituições da Coreia do Norte

O Conselho da UE afirmou que trabalhará para agilizar a incorporação das restrições contra a Coreia do Norte incluídas na resolução da ONU

Bruxelas – O Conselho da União Europeia (UE), que reúne os Estados membros, ampliou nesta sexta-feira suas sanções contra a Coreia do Norte ao incluir mais três instituições e um indivíduo na lista de pessoas e entidades propensas à congelamento de ativos e restrições de viagens.

No caso das entidades, se trata do Departamento de Propaganda e Agitação, da Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia e do Departamento de Organização e Orientação.

Com essa medida, os países incorporam parte das novas sanções aprovadas pelo Conselho de Segurança (CS) da ONU na sua resolução do dia 11 de setembro, por causa dos últimos testes nucleares e de mísseis de Pyongyang.

Após a decisão anunciada nesta sexta-feira, a UE aplica sanções a um total de 63 pessoas e 53 entidades norte-coreanas incluídas em listas das Nações Unidas, junto com outros 41 indivíduos e seis instituições incluídas de forma autônoma pelo próprio bloco.

Em um comunicado, o Conselho anunciou que a ampliação das sanções foi adotada mediante procedimento escrito e será publicada no Diário Oficial da UE em 16 de setembro.

A instituição acrescentou que trabalhará para “agilizar” a incorporação das demais restrições contra a Coreia do Norte incluídas na resolução da ONU aprovada nesta segunda-feira que, entre outros, contempla limitar as importações de petróleo e derivados, além de proibir suas exportações de produtos têxteis.

O Conselho acrescentou que a ampliação da lista de sanções reflete o acordo fechado na reunião informal de ministros de Assuntos Exteriores da UE realizada em Tallinn no dia 7 de setembro, onde também se destacou a necessidade de avançar na aplicação de todas as resoluções do CS por todos os Estados membros da ONU.

Os 28 países do bloco aplicam todas as resoluções das Nações Unidas adotadas em resposta aos programas nucleares, de armas nucleares, de novas armas de destruição em massa e de mísseis balísticos do regime liderado por Kim Jong-un.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s