Ucrânia fortificará toda a sua fronteira com a Rússia

Autoridades ucranianas realizarão obras de engenharia militar em sua fronteira com a Rússia

Kiev – As autoridades ucranianas realizarão obras de engenharia militar em sua fronteira com a Rússia, a primeira das quais será a escavação de fossos nas três regiões do nordeste limítrofes com o país vizinho, anunciou nesta o segundo cargo na hierarquia do Serviço de guarda fronteiriça da Ucrânia (SGU), Pavel Shisholin.

Os dirigentes ucranianos consideram imprescindíveis os fossos para impedir a passagem de todo tipo de veículos para seu território, entre eles blindados e caminhões pesados.

“Em primeiro lugar cavaremos fossos para que não passem veículos. O fosso de 3,5 metros (de largura) construído pelo governador da região de Donetsk antes do início das ações militares demonstrou que os tanques e veículos pesados já não podem atravessá-lo”, disse Shisholin.

As obras começarão nas regiões de Kharkiv, Sumi, Chernigov e o norte de Lugansk, zonas livres de separatistas pró-Rússia ao contrário do sul de Lugansk e Donetsk, onde “há sérias dificuldades para organizar esse trabalho”, reconheceu o chefe adjunto do SGU.

Os guardas fronteiriços também preveem obras militares tanto no litoral do mar de Azov, por onde passa a fronteira marítima com a Rússia, como no istmo da península da Crimeia, anexada por Moscou no final do mês passado de março.

Por outro lado, o SGU tem a autorização do governo para abrir fogo contra aqueles que ultrapassarem a fronteira da Ucrânia, em particular em seu trecho marítimo, advertiu Shisholin.

A Ucrânia acusou a Rússia de permitir o envio de armas e reforços aos separatistas que atuam nas regiões de Donetsk e Lugansk através da fronteira comum.