Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,11%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,79% 63.786 pts
Pontos 63.786
Variação 1,79%
Maior Alta 6,70% SMLE3
Maior Baixa -3,37% MRFG3
Última atualização 24/05/2017 - 14:09 FONTE

Turquia reclama de falta de apoio aéreo da coalizão na Síria

"Infelizmente vemos que a comunidade internacional não está cumprindo com sua responsabilidade", disse o porta-voz do presidente turco

Istambul – A Turquia reclamou nesta segunda-feira da suposta falta de apoio aéreo da coalizão internacional em sua operação contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que se concentra há várias semanas na cidade síria de Al Bab.

Ibrahim Kalin, porta-voz do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse à imprensa em Ancara que “sem razão legítima é inaceitável não dar apoio aéreo”, em referência à coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

“Infelizmente vemos que a comunidade internacional não está cumprindo com sua responsabilidade”, acrescentou o porta-voz, segundo informou a emissora “CNNTÜRK”.

Kalin destacou, além disso, que a Turquia intensificou suas operaçõoes ao redor de Al Bab e que com o apoio do Exército Livre Sírio (ELS) foram mortos na última semana 226 combatentes do EI.

Por outro lado, insinuou que derrubar o regime sírio de Bashar al-Assad pode ter deixado de ser prioridade para a Turquia.

“Sem estabelecer uma administração que represente a Síria inteira, esta guerra não pode terminar. Os representantes do regime (sírio) e a oposição negociarão e teremos um papel moderador”, afirmou Kalin, em referência a uma reunião negociadora prevista para as próximas semanas em Astana, no Cazaquistão.

Durante anos, Erdogan tinha defendido uma derrocada de Bashar al-Assad como presidente da Síria.