Turquia detém 1.682 pessoas por ligações com militantes

Pessoas suspeitas de laços com o clérigo muçulmano Fethullah Gulen são a maior parte do número de detidos

Istambul – Autoridades turcas detiveram 1.682 pessoas durante a semana passada para interrogatórios por possíveis ligações a organizações militantes e prenderam outras 516, informou nesta segunda-feira o Ministério do Interior.

Pessoas suspeitas de laços com o clérigo muçulmano Fethullah Gulen, que Ancara diz ter orquestrado uma tentativa de golpe em julho, são a maior parte do número de detidos, 1.096, e de presos, 426.

Um total de 508 pessoas foram detidas por ligações com militantes curdos e outras 78 foram presas, segundo o ministério.

Autoridades detiveram 78 pessoas por ligações com o Estado Islâmico e outras 12 foram presas.