Trump segue líder entre republicanos, indica pesquisa

O magnata se mantém na liderança entre os pré-candidatos do Partido Republicado para as eleições presidenciais de 2016 dos Estados Unidos

Washington – O magnata Donald Trump se mantém na liderança entre os pré-candidatos do Partido Republicado para as eleições presidenciais de 2016 dos Estados Unidos, segundo uma nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira, enquanto o outrora favorito Jeb Bush segue despencando e vive seu pior momento.

A pesquisa realizada em conjunto pela emissora “NBC” e pelo “The Wall Street Journal” indica que Trump tem 25% da preferência do eleitorado, seguido de perto pelo ex-neurocirurgião Ben Carson (22%). Depois deles vêm os senadores latinos: Marco Rubio, pela Florida, em terceiro (13%), e Ted Cruz, pelo Texas, em quarto (9%).

É preciso olhar para o quinto lugar para achar o então favorito Jeb Bush, ex-governador da Flórida e irmão do ex-presidente George W.Bush, com 8%, muito abaixo dos 22% que chegou a ter em junho.

A nova pesquisa também reflete uma queda na popularidade da ex-executiva-chefe da Hewlett Packard Carly Fiorina, a única mulher na disputa republicana, que ficou com 7% das intenções de voto, contra 11% obtidos no mês passado.

Fiorina é seguida pelo ex-governador de Arkansas Mike Huckabee (3%), o governador de Ohio, John Kasich (3%), Rand Paul (2%), senador por Kentucky, e o governador de Nova Jersey, Chris Christie (1%). Os outros cinco pré-candidatos que ainda estão na corrida das primárias do partido registraram menos de 1% cada.

Trump e Bush protagonizaram recentemente um novo embate, desta vez por declarações do magnata sobre o papel do ex-presidente George W.Bush nos atentados de 11 de setembro de 2011.

“Quando se fala de George (W.) Bush, o World Trade Center caiu no seu mandato. George W. Bush era presidente quando ocorreram os atentados terroristas, e o World Trade Center veio abaixo durante seu mandato”, disse Trump, culpando, de certa forma, o irmão de seu principal rival pelo maior ataque já ocorrido nos EUA.

Em sua conta no Twitter, Jeb classificou como “patética” a tentativa de Trump de criticar seu irmão pelos atentados.

“Fomos atacados, e meu irmão nos manteve a salvo”, destacou o ex-governador da Flórida, em linha com que já tinha dito sobre o assunto em setembro, durante o segundo debate televisionado entre os pré-candidatos republicanos à Casa Branca.

Também através do Twitter, Trump rebateu e chamou Jeb de “patético” por afirmar que “nada ocorreu” durante a presidência do irmão.