Trump não planeja retirar acusação contra Obama nem se desculpar

Trump manterá sua posição, apesar de o diretor do FBI ter garantido hoje no Congresso não ter informações que baseiem as acusações contra Obama

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não pretende retirar a acusação de que seu antecessor na Casa Branca, Barack Obama, ordenou espionar suas comunicações nem pedir desculpas, adiantou seu porta-voz, Sean Spicer, nesta segunda-feira.

Em sua entrevista coletiva diária, ele disse que o presidente manterá sua posição, apesar de o diretor do FBI, James Comey, ter garantido hoje em audiência no Congresso não ter informações que baseiem as acusações de Trump contra Obama.

Trump acusou Obama no último dia 4 através do Twitter e ainda não apresentou qualquer prova para apoiar isso.