Tropas sírias disparam contra manifestantes e ferem 5

Os protestos aconteceram um dia após um sangrento atentado que deixou 55 mortos em Damasco

Beirute – As tropas do governo sírio abriram fogo nesta sexta-feira contra manifestantes em Damasco, ferindo cinco deles, um dia após um sangrento atentado que deixou 55 mortos na capital, segundo uma ONG e militantes opositores.

As tropas atiraram para dispersar os manifestantes no bairro de Tadamon, tradicionalmente hostil ao regime do presidente Bashar al-Assad, no momento em que outras manifestações são realizadas em diversos setores de Damasco e no restante do país, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Também foram efetuados disparos das tropas regulares em outras manifestações, em particular em Hasaka (nordeste), onde os manifestantes revidaram jogando pedras nos soldados na cidade de Al-Shadadi.

Na província de Hama (centro), 20 manifestantes ficaram feridos, um deles em estado grave, quando as tropas abriram fogo contra uma manifestação em Helfaya. Nessa cidade também morreram duas pessoas durante buscas em residências.